Terminei o artigo anterior falando que a grande mudança no comportamento do consumidor está em não mais querer apenas o produto, mas conhecer a empresa, adequar a compra ao seu perfil e fortalecer a relação custo-benefício, é possível afirmar que buscam profundidade da marca e conteúdo. Entender como o consumidor se comporta e se relaciona com a marca desde a influência até o instante da compra, se torna imprescindível nas montagens de estratégias de marketing.

A marca que entende o consumidor e sabe o que o motiva, melhora substancialmente a forma de se comunicar com ele, encurtando o distanciamento entre o pensar e comprar aumentando assim, o nível de satisfação e relacionamento. A decisão de compra é aumentada, visto que o produto e ou serviço passam a ser percebidos como de qualidade em uma visão mais acurada do custo-benefício, ou seja, o valor agregado.

Lembram-se que mencionei no artigo anterior que é a necessidade que leva à compra? Pois é, atrelada a essa necessidade estão os fatores influenciadores de comportamento, que muitas vezes passam a margem da percepção da marca. São eles: pessoais, sociais, cultural e psicológicos.

Calma vou explicar – Os fatores pessoais estão relacionados aos interesses e opiniões diversas que tem uma ligação direta com o local onde o consumidor vive e/ou reside, profissão, gênero e experiencias vividas direta ou indiretamente. Já os sociais estão associados aos grupos de referência, tais como família, amigos diretos, amigos de redes de relacionamentos e momento político. O cultural se liga com os valores religiosos e grupos sociais e fechando esse conceito de fatores influenciadores estão os psicológicos relacionados aos aspectos motivacionais. Vale considerar que esses fatores são dinâmicos e atemporais portanto percebê-los facilita sobremaneira traçar as estratégias de marketing e comunicação.

Trazendo essas características do comportamento do consumidor para os tempos atuais, entendemos que ele quer fazer parte do todo, mas também quer ser exclusivo do atendimento até o fechamento da compra.

Como eu disse anteriormente, em outros tempos esse consumidor confiava no vendedor que lhe atendia e que o preço era decisório na ralação qualidade e status que já não vale para os tempos atuais, pois ele traduz atendimento exclusivo como autonomia de escolha, além de querer respostas rápidas para atender suas necessidades daquele momento. Para isso usa todos os canais que facilitem a sua aproximação com a marca, principalmente a internet e as redes sociais buscando conteúdos de referencias sobre a marca e produto de forma a facilitar sua decisão de compra, ou até mesmo ter a marca como referencia para uma compra futura, visto que ele antecipa a aproximação mesmo sem realizar a compra.

Quando as marcas tomam consciência desses fatores influenciadores mudam suas formas de falar com o consumidor, ou seja a propaganda massiva deixa de existir e comunicação direta e rápida via os canais on-line se faz presente com conteúdo de relevância e de interesse que possam gerar confiança e aproximação, transformando assim o consumidor no seu representante. Essa nova forma de comunicar vem sendo chamada de transformação digital, nascendo assim o consumidor 4.0, mais sobre isso conversaremos no próximo artigo, até lá!

Negócio fechado?

 

Francisco Dilson dos Santos

CEO e head de estratégia na ATTENDERE, Gestão, Marketing e Comunicação, mestre em Administração, prof. Para os cursos de MBA para diversas Instituições e palestrante motivacional.

Julho-2020

 

 

R. Visconde de Inhaúma, 122 – 1º andar 
Osvaldo Cruz, São Caetano do Sul, SP
CEP: 09571-000

Attendere ® 2022 Todos os direitos reservados 

Attendere ® 2022 Todos os direitos reservados