No texto anterior quando iniciei a série “Do marketing… ao marketing digital como estratégia para os negócios”, tratei da evolução, ou seja, desde a origem até os tempos de hoje. Nesse crescendo mencionei que foi na fase marketing 2.0, que ocorrerá a grande transformação na forma das empresas fazerem negócios, já que o consumidor mudava seu jeito de comprar, comparando junto a concorrência a melhor opção. Para que essas comparações fossem referenciadas os profissionais de marketing da época começaram a trabalhar o preço, produto, praça e promoção como ferramenta de marketing criada por Neil Borden em 1949 e aprimorada por Jerome McCarthy em 1978.

E hoje em pleno exercício do marketing 4.0 ou era digital os consumidores estão atentos aos movimentos das marcas, como elas se posicionam, qual nível de flexibilidade, inovação e ainda como a marca se comunica e se diferencia em relação as demais, ou seja, o consumidor não quer somente ouvir a marca mas também quer saber a opinião dos outros.

O marketing digital tem papel preponderante para que o processo de decisão de compra dos consumidores seja consciente em relação a marca e o impulsione a satisfazer sua necessidade de compra, (objetivo central de marketing “satisfazer as necessidades do consumidor”), levando-o a tão esperada fidelidade.
Para que essa percepção de marca e fidelização por parte do consumidor se concretize, os profissionais de marketing desenvolvem estratégias e melhoram as ferramentas de forma a organizar o construto do pensamento informacional do mercado consumidor nas duas vias e de forma ágil e quase que em tempo real. O que dá sustentação a esse pensamento informacional é a coluna vertebral do marketing digital composta por estratégias de: conteúdo, mídias sociais e redes, marketing viral, e-mail marketing, publicidade online, pesquisa e monitoramento. Ah! Sem contar ainda os P’s, lembra-se de que eram 4? pois é agora nesses tempos ganharam mais 4 companheiros, risos: processo, percepção, pessoas e produtividade.

Colocando à mesa percebe-se que fazer marketing não é uma tarefa fácil, como alguns pensam, risos.
Vamos entender isso, primeiros as estratégias e na sequência as ferramentas ou composto:
Conteúdo – Informações e assuntos relevantes que possam agregar valor para o público alvo gerando engajamento e negócios com a marca.

Mídias sociais e redes – são instrumentos e serviços que permitem a interação e troca de conteúdos entre os usuários no universo da internet.

Marketing viral – conteúdo publicitário que produza uma grande divulgação da marca ou produto de forma engajada e repetida.

E-mail marketing – também conhecido como marketing direto. Mensagem dirigida de forma a atingir o consumidor.

Publicidade online – toda forma de promoção (olha um dos Ps… ai!), da marca ou produto pela internet.
Pesquisa – base das atividades de marketing.
Monitoramento – acompanhamento de todas a ações de marketing e a jornada do consumidor.
Ufa!

Na próxima semana eu falarei sobre os P’s, assim você não fica saturado, risos. Ah! Está se apaixonando pelo tema marketing como eu sou?

Francisco Dilson dos Santos

CEO na Attendere, Gestão, Marketing e Comunicação, mestre em administração e prof. Para os cursos de MBA para diversas Instituições e palestrante motivacional.

R. Visconde de Inhaúma, 122 – 1º andar 
Osvaldo Cruz, São Caetano do Sul, SP
CEP: 09571-000

Attendere ® 2022 Todos os direitos reservados 

Attendere ® 2022 Todos os direitos reservados