“Eu disse que voltaria – Continuando com os 8 Ps do marketing digital”

Vamos lá  continuar a construir o pensamento holístico sobre o marketing. No artigo anterior quando apresentei a você os 4 “Ps” do marketing, finalizei afirmando que a premissa do marketing digital é a relação ou relações existentes  entre a empresa e o consumidor, cuja conexão se dá pela internet com as informações em quantidade e qualidade que permitam diminuir a distancia entre a marca e ele, e é ai que entram o mix do digital, ou os 8 “Ps” do marketing digital, é tranquilo.

O primeiro “P” é o de pesquisa tem papel fundamental desde o marketing convencional, que tem como objetivo compreender o comportamento do consumidor em relação a marca e produto. No digital elas se tornam mais constantes pela facilidade de aplicar os formulários em maior quantidade e com agilidade no tempo, permitindo através das análises do resultado, correções das estratégias de marketing quase que em tempo real.

O segundo é o “P” de planejamento esse é um elemento que não tem propriedade exclusiva do marketing, mas sim é o que permeia o modelo de gestão e vida, pois sem planejamento não existe ordenamento, direcionamento. O planejamento na forma convencional tem início na determinação de metas e objetivos claros que nortearão a criação das estratégias, no marketing digital, ele é facilitado pelas estatísticas e informações retiradas do resultado da pesquisa, que foi o passo anterior, essas informações permitirão um planejamento mais assertivo para aprimorar o que já existe e  facilitar sobre maneira processos de inovação, conhecimento mais profundo da persona, definição de todas as ondas da comunicação em seus canais e tempos.

Eis que surge o terceiro “p” de produção e dentro da nossa formula de construir o pensamento, quando falamos de produção como elemento do mix do digital, não estamos falando de processo fabril de produtos, se bem que para o e-commerce a quantidade de produtos é importante para atender a demanda, risos; mas sim do conjunto de ações que serão empregadas na dinâmica do marketing, passando pela estrutura, tecnologia (ferramentas de automação),  e claro a comunicação.

No quarto “P” temos a publicação mais uma arrumada na  carga do conhecimento quando nos referimos a esse “p” não estamos falando de publicação de anúncios ou mesmo de campanha, mas do núcleo duro do marketing digital que é o conteúdo que para trazer o resultado esperado lá do planejamento deve ser aplicado em quantidade e qualidade relevante para o seu cliente, ou melhor a sua persona. Estou falando de artigos, vídeos e imagens que acrescente conhecimento e façam a persona se sentir mais ligada na marca de forma a transformar a empresa em uma autoridade no assunto. É preciso colocar que o conteúdo tem como marca própria, o resultado a longo prazo, mas se bem aplicado é um grande gerador de leads e fidelidade.

Chegamos no quinto, que é o “p” de promoção, costumo afirmar que esse é o “p” mais importante, pois busca promover as estratégias de marketing elaboradas lá no planejamento. Consegue perceber porque o marketing não é uma ação isolada? pois é, promoção no marketing digital é o momento da divulgação dos conteúdos de forma que se tornem virais a partir das campanhas promocionais colocadas nas redes sociais, a comunicação em massa de email-marketing, links patrocinados etc.

Passamos da metade e agora vou falar do sexto “p” de propagação, me faz lembrar do meu velho pai quando me dizia – “Ninguém sabe o que calado quer” e o que faz o negócio ir  para a frente é o boca a boca”, incrível! nada mudou a não ser a  forma, agora o falar com alguém ou com “alguéns” aqui um neologismo proposital, é com a tecnologia ela faz com  que tudo isso aconteça virtualmente e em uma velocidade impressionante. Essa velocidade é o incentivo que a sua persona teve ao entrar em contato com a sua campanha e entendendo como interessante e começa o tecla a tecla, risos, tornando-a viral. Um outro ponto que faz com que a sua persona viralize o seu conteúdo passa pela experiencia que ela teve com sua marca, seu produto, ou seja, enquanto negociava com você, então aí entram; atendimento, pós-venda, relacionamento entre outros.

Calma, estamos quase lá quero apresentar o “p” de personalização falo sempre que a personalização somente é possível se houver interação e engajamento da sua persona com o seu conteúdo, ou seja, se o seu “p” de produção foi bem elaborado e aplicado, se isso correu é a hora de você personalizar a comunicação com a sua persona como se ele fosse o único, isto estreitará o relacionamento e tão somente a partir dai a tão sonhada fidelização.

Acabou! acabou! Finalmente o oitavo “p” de precisão, vamos entender ainda construindo o pensamento, a definição de precisão é valor do peso ou da medida é o rigor no registro, e para o marketing digital precisão é mensuração, avaliação de todas as estratégias empregadas no marketing, ou seja, é a verificação de que as ações foram bem ou mal, afinal eu digo o tempo todo o que marketing não é, e nunca foi uma ação isolada, portanto tem que ser medido, eu particularmente não acredito em marketing sem indicadores, ufa!. Viu como trabalhar o marketing não é uma tarefa fácil, mas tudo bem, é divinamente apaixonante.

Como falei algumas vezes em comportamento do consumidor voltarei na próxima semana com esse tema.

Negocio Fechado?

Francisco Dilson dos Santos CEO e head de estratégia na ATTENDERE, Gestão, Marketing e Comunicação, mestre em administração e prof. Para os cursos de MBA para diversas Instituições e palestrante motivacional.

R. Visconde de Inhaúma, 122 – 1º andar 
Osvaldo Cruz, São Caetano do Sul, SP
CEP: 09571-000

Attendere ® 2022 Todos os direitos reservados 

Attendere ® 2022 Todos os direitos reservados